FAÇA UMA NOVA PESQUISA

Novidades: Otimizamos o sistema de pesquisa do Buscador Dizer o Direito! Clique aqui para saber mais.

Resultados da busca de jurisprudência 15 julgados encontrados

É inconstitucional o reconhecimento de direitos previdenciários nas relações que se amoldam ao instituto do concubinato, mesmo que a união tenha sido mantida durante longo período e com aparência familiar

Origem: STF

É incompatível com a Constituição Federal o reconhecimento de direitos previdenciários (pensão por morte) à pessoa que manteve, durante longo período e com aparência familiar, união com outra casada, porquanto o concubinato não se equipara, para fins de proteção estatal, às uniões afetivas resultantes do casamento e da união ...

A interpretação constitucionalmente adequada é a que assegura ao “menor sob guarda” o direito à proteção previdenciária

Origem: STF

Menor sob guarda é dependente para fins previdenciários.
A interpretação conforme a ser conferida ao art. 16, § 2º, da Lei nº 8213/1991 deve contemplar os “menores sob guarda” na categoria de dependentes do Regime Geral de Previdência Social, em consonância com o princípio da proteção integral e da prioridade absoluta, desde que ...

Em caso de revisão de pensão por morte mediante revisão da RMI da aposentadoria que a originou, o termo inicial do prazo decadencial para a ação é a data da concessão da aposentadoria (benefício originário)

Origem: STF

O termo a quo do prazo decadencial para a revisão da pensão por morte, mediante revisão da renda mensal inicial da aposentadoria que a originou, corresponde à data da concessão do benefício originário.
STJ. 1ª Seção. EREsp 1605554-PR, Rel. Min. Mauro Campbell Marques, Rel. Acd. Min. Assusete Magalhães, julgado em 27/02/2019 (Info ...

Menor sob guarda é dependente para fins previdenciários

Origem: STF

O menor sob guarda tem direito à concessão do benefício de pensão por morte do seu mantenedor, comprovada sua dependência econômica, nos termos do art. 33, § 3º do Estatuto da Criança e do Adolescente, ainda que o óbito do instituidor da pensão seja posterior à vigência da Medida Provisória 1.523/96, reeditada e convertida na Lei n. ...

Possibilidade de conferir pensão por morte aos avós que criaram o falecido como se fosse filho

Origem: STF

Deve ser reconhecido aos avós de segurado falecido o direito ao recebimento de pensão por morte em razão de terem sido os responsáveis pela criação do neto, ocupando verdadeiro papel de genitores.
STJ. 2ª Turma. REsp 1574859-SP, Rel. Min. Mauro Campbell Marques, julgado em 8/11/2016 (Info 594).

Termo inicial do pagamento

Origem: STF

Termo inicial da pensão por morte (antes da Lei 13.846/2019):
REGRA:
• Dependente levou menos de 90 dias para requerer: o termo inicial será a data do ÓBITO.
• Dependente levou mais de 90 dias para requerer: o termo inicial será a data do REQUERIMENTO.

EXCEÇÃO:
Se o dependente for MENOR, INCAPAZ ou ...

INSS pode ajuizar ação de regresso contra o autor do homicídio para ser ressarcido das despesas com o pagamento da pensão por morte aos dependentes do segurado

Origem: STF

O art. 120 da Lei nº 8.213/91 prevê que a Previdência Social ajuizará ação regressiva contra os responsáveis nos casos de negligência quanto às normas padrão de segurança e higiene do trabalho indicadas para a proteção individual e coletiva.
Assim, este dispositivo autoriza que o INSS proponha ação de regresso contra o ...

Termo inicial do pagamento da pensão por morte

Origem: STF

Termo inicial da pensão por morte (antes da Lei 13.846/2019):
REGRA:
• Dependente levou menos de 90 dias para requerer: o termo inicial será a data do ÓBITO.
• Dependente levou mais de 90 dias para requerer: o termo inicial será a data do REQUERIMENTO.

EXCEÇÃO:
Se o dependente for MENOR, INCAPAZ ou ...

A união estável poderá ser provada no processo por meio de prova exclusivamente testemunhal

Origem: STF

Para fins de pensão por morte, é possível que a união estável seja provada por meio de prova exclusivamente testemunhal?
• Antes da Lei 13.846/2019: SIM. Esse era o entendimento da jurisprudência:
Para a concessão de pensão por morte, é possível a comprovação da união estável por meio de prova exclusivamente testemunhal.

Pensão por morte e filho universitário maior que 21 anos

Origem: STF

O filho maior de 21 anos, ainda que esteja cursando o ensino superior, não tem direito à pensão por morte, ressalvadas as hipóteses de invalidez ou deficiência mental ou intelectual previstas no art. 16, I, da Lei 8.213/1991.
STJ. 1ª Seção. REsp 1369832-SP, Rel. Min. Arnaldo Esteves Lima, julgado em 12/6/2013 (recurso repetitivo) (Info ...

Pensão por morte e recolhimento de contribuições post mortem

Origem: STF

Não se admite o recolhimento post mortem de contribuições previdenciárias a fim de que, reconhecida a qualidade de segurado do falecido, seja garantida a concessão de pensão por morte aos seus dependentes.
STJ. 2ª Turma. REsp 1346852-PR, Rel. Min. Humberto Martins, julgado em 21/5/2013 (Info 524).

Observação:
A Lei nº ...

Ação de pensão por morte na qual haverá reconhecimento de união estável: justiça federal

Origem: STF

Compete à JUSTIÇA FEDERAL processar e julgar demanda proposta em face do INSS com o objetivo de ver reconhecido exclusivamente o direito da autora de receber pensão decorrente da morte do alegado companheiro, ainda que seja necessário enfrentar questão prejudicial referente à existência, ou não, da união estável.
STJ. 1ª Seção. CC ...

Lei aplicável é a data do óbito

Origem: STF

Súmula 340-STJ: A lei aplicável à concessão de pensão previdenciária por morte é aquela vigente na data do óbito do segurado.

Mesmo tendo renunciado, a mulher pode ser beneficiária da pensão por morte se necessitar

Origem: STF

Súmula 336-STJ: A mulher que renunciou aos alimentos na separação judicial tem direito à pensão previdenciária por morte do ex-marido, comprovada a necessidade econômica superveniente.

Segurado que perdeu esta qualidade mas havia preenchido os requisitos para se aposentar

Origem: STF

Súmula 416-STJ: É devida pensão por morte aos dependentes do segurado que, apesar de ter perdido essa qualidade, preencheu os requisitos legais para a obtenção de sua aposentadoria até a data do seu óbito.

Blog Dizer o Direito

Confira as últimas postagens no nosso blog.

Você sabe o que o instituto da "candidatura nata"? Ela existe no Brasil?

 Filiação partidáriaNo Brasil, a pessoa somente pode concorrer a um cargo eletivo se estiver filiada a um partido político. Isso porque a Constituição Federal exige, como um dos requisitos...
Leia mais >

Lei estadual pode prever que, em caso de dupla vacância para os cargos de Governador e Vice nos dois últimos anos do mandato, a ALE realizará eleição indireta, de forma aberta?

  O caso concreto foi o seguinte: No Estado da Bahia, foi editada a Lei nº 6.571/94, disciplinando o que deverá acontecer se houver a vacância dos cargos de Governador e Vice-Governador nos...
Leia mais >

Revisão - PGE/GO e MP/RS

Olá amigos do Dizer o Direito,Estão disponíveis as revisões para os concursos de Procurador do Estado de Goiás e Promotor de Justiça do Rio Grande do Sul.Boa prova :)
Leia mais >